Patricia Pretel dá 5 dicas para quem quer investir em um imóvel nos Estados Unidos

Mesmo num momento de incerteza e segurança para alguns por conta da pandemia, especialistas dizem que o mercado imobiliário pode ser o ponto fora da curva e que vai sair deste período em alta. Para a corretora de imóveis Patricia Pretel, que vive na Flórida, nos Estados Unidos, desde 2013, é um ótimo momento para quem investiu no país e que vender casas.

“Como o meu forte é vendas, sempre que auxilio um comprador, penso que ele precisa fazer uma boa compra para no futuro fazer uma boa venda. O mercado deu uma superaquecida agora. Quem comprou lá atrás quer vender agora. E vai fazer dinheiro. O impacto do coronavírus pode ter sido negativo para o lazer e turismo, mas para o mercado de compra e venda de imóveis não. As pessoas estão ansiosas querendo tomar decisões. Quem comprou uma casa quando o dólar estava R$3.50, por exemplo, vai ter um lucro de 100% mesmo que venda pelo mesmo valor que comprou.”

De acordo com uma pesquisa realizada pela Miami Association of Realtors em parceria com a National Association of Realtors (NAR), o número de brasileiros comprando casas em Orlando em 2019, estava aumentando. Pela primeira vez em 7 anos, os brasileiros fizeram 12% das transações imobiliárias no sul da Flórida. Ou seja, quem comprou nesta época vai lucrar se quiser vender. Além disso, os imóveis em Orlando também apresentam uma maior liquidez.

“A média de uma casa na cidade é de 51 dias listada à venda. De acordo com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (ABRAINC), em 2019, as ofertas de imóveis no Brasil duraram uma média de 16 meses, ou seja, muito mais difícil para vender”, conta a empresária.

Confira as 5 dicas dadas por Patricia para quem quer investir em um imóvel nos EUA:

Finalidade: Muitas pessoas falam que localização é o ponto mais importante na pesquisa de um imóvel, o que não deixa de ser verdade. Porém, é importante ter a clareza, principalmente quando se fala de estrangeiros comprarem na Flórida, que a melhor forma de se definir qual a localização ideal é se basear na utilização que você pretende dar para seu imóvel.  Este é ponto mais importante do processo de compra. A finalidade não se baseia somente em uso próprio ou investimento. Existem várias formas de uso próprio e uma maior variedade ainda em tipos de investimento.

Distrito escolar:  Se orientar sobre o distrito escolar, principalmente se pretende usar para moradia e possui filhos com idade escolar. O sistema público de escolas é separado por distritos. O estudante necessariamente deve ser registrado na escola designada para seu endereço. Anualmente o Estando da Flórida divulga a atualização da pontuação de cada escola. Não só para seu uso, mas para uma eventual venda futura, imóveis localizados próximos a escolas classificadas como “A”, possuem mais valor agregado.

Vendas recentes: Na hora de pesquisar seu imóvel, é claro que irá avaliar aspectos gerais de características, acabamentos etc. Porém, é importante que ao se decidir pela compra, você solicite ao seu corretor uma análise de imóveis vendidos recentemente na região.

Registro do imóvel: Estude, antes de concretizar a compra, a melhor forma de registrar seu imóvel. Há uma onda de informações na internet que comprar em nome de empresa é sempre o melhor caminho, mas isso depende. Aborde o assunto com o seu corretor para que ele possa te conectar com o profissional especializado e qualificado para tratar do assunto. Ressaltando que, diferente do Brasil, onde muitas vezes se faz o contrato de compra e venda e alguns casos demora-se até anos para finalizar o processo de escritura e registro. Nos Estados Unidos, toda a documentação do imóvel deve ser concluída no ato da compra.

Escolha o corretor: O Estado da Florida possui um banco de dados imobiliário único onde todos os agentes e brokers licenciados possuem acesso aos imóveis à venda. Você escolhe primeiro o corretor com quem deseja trabalhar, para depois escolher seu imóvel com a ajuda deste corretor. Selecione, no máximo, 2 ou 3 profissionais em que acredita serem os mais recomendados. Converse com ele não somente sobre características do imóvel, mas sobre assuntos gerais relacionados ao processo de compra e venda, etc. Assim, fica mais fácil analisar qual deles te ofereceu maior clareza e conhecimento.

Sobre Patricia Pretel

Mineira, de Belo Horizonte, Patricia Pretel sempre teve tino para os negócios. Prova disso é que ainda criança, aos 7 anos, sem que ninguém pedisse, resolveu ‘ajudar em casa’ e saiu para vender chocolates feitos pela mãe. Em pouco tempo, para a surpresa da família, vendeu tudo. Ela cresceu, se emancipou aos 12 anos, trabalhou no mercado de luxo e marketing, se mudou para Orlando, nos Estados Unidos, em 2013, e hoje é uma referência na Flórida trabalhando no mercado imobiliário, especialmente na compra e venda de imóveis. De anônimos a famosos, de diferentes nacionalidades, a corretora sempre indica o melhor negócio, seja para um investimento, casa de férias, ou imóvel para morar.

“Em 2010, ainda morando no Brasil, comecei a atuar no mercado americano como consultora de marketing. Ao mudar para Orlando me interessei totalmente na venda de imóveis. Um corretor aqui é como um advogado no Brasil, acompanha o cliente em todas as transações imobiliárias. Minha ampla experiência em marketing e meu conhecimento e interesse por leis só agregaram aos meus serviços”, analisa a profissional, que integra a empresa Define Realty, com um time de corretores residentes e atuantes em cidades diferentes da Flórida. A Define Realty tem também parcerias com imobiliárias no Brasil.