Ricardo Rocha busca vitória em Mogi Guaçu no próximo fim de semana

Atleta de Mogi Mirim retorna ao cage após 1 ano e meio se lutar

Um dos maiores nomes do estado nas artes marciais mistas na divisão dos leves, Ricardo Rocha retorna ao cage no próximo  dia 26 de outubro quando enfrenta Cristóvão Alves na luta principal do Elite Fighting Championship que acontece em Mogi Guaçu, interior de São Paulo. Invicto em território nacional, o “The Rock” como é conhecido sabe pouco do próximo rival, porém, garantiu estar preparado para qualquer situação que possa ocorrer no combate:

— Ele é oriundo do Jiu-Jitsu (faixa-marrom) não tive muito material sobre ele, mas estou treinando para manter o meu ritmo de luta e estar preparado para qualquer situação que meu adversário me colocar — declarou Ricardo.

Para o confronto, o atleta se prepara na Academia Black Sheep, em Campinas com o coach Otávio Carneiro, a parte de Wrestling com o coach Alemão e a preparação física na Arena Fit.

Aos 33 anos, o peso-leve não luta desde o ano passado, quando estreou no cenário internacional pelo AFC (Atemi Fighting Championship) na cidade de Abdjan, Costa do Marfim. Desde então Ricardo sofreu com uma série de lesões que o afastaram do cage por 1 ano e meio. Completamente recuperado, e ansioso para voltar a lutar, Ricardo promete uma grande atuação para dar esse presente a família e principalmente a filha recém-nascida:

— Acho que ansiedade maior estava pelo nascimento da minha filha (Isadora) ela não esperou o tempo certo e veio antes para braço do papai e da mamãe! Posso afirmar hoje que a sensação de voltar ao cage é muito boa, porém a sensação de ser pai é incrível, essa volta vai ser pela minha filha e toda minha família.

Com um cartel onde acumula 5 vitórias e apenas uma derrota na carreira, Ricardo Rocha ainda não sabe o que é perder de território nacional. O último triunfo do lutador aconteceu em fevereiro de 2017, quando Ricardo venceu Renato “Pezinho” com uma finalização na oitava edição do PFC (Premium Fight Championship). Visando se manter ativo e retomar ao caminho das vitórias, o lutador demonstrou otimismo ao falar sobre o que espera para o futuro da carreira:

— Minha meta é finalizar o ano ativo e me manter assim em 2020, podem esperar coisas boas por aí! — finalizou o peso-leve.

Além da luta entre Ricardo Rocha e Cristóvão Alves, o Elite FC ainda vai contar com lutas de muay thai, boxe e grappling, além de outros confrontos nas artes marciais mistas tanto entre amadores, quanto profissionais.