Especialista revela como ser produtivo na era da Inovação

Vivemos na era da inovação. Nunca se falou tanto em startups, fintechs, think tanks, e todas essas palavras que permeiam o mundo corporativo. Para além dos jargões, todos os dias essas empresas com ideias inovadoras que crescem em uma proporção exponencial e movimentam milhões de dólares em investimentos, novos produtos e conquista de mercado. Mas como chegar lá, ser produtivo e obter resultados em plena era da inovação, onde todos parecem estar tendo ideias a todo momento?

A palestrante e empresária Tathiane Deândhela, referência em assuntos como Produtividade e Alta Performance, acredita que a capacidade de execução é o diferencial: “Há investimentos no mundo inteiro para estimular empreendedores a pensar fora da caixa. Universidades como Stanford, Singularity, MIT, Harvard e empresas do Vale do Silício tem procurado seguir prerrogativas da produtividade para inovar mais e melhor, em busca de ideias inovadoras. No entanto eu sempre abordo a importância da execução para o alcance dos resultados e dessa forma sermos pessoas muito mais produtivas. Tem pessoas que falam bonito, estão cheias de ideias mas nao conseguem fazer acontecer. Produtividade está sempre ligada a resultados”. 

Para a especialista, ter uma ideia não é o bastante, é preciso ter a capacidade de realizá-la: “No Vale do Silício comenta-se que uma ideia não vale nada sem a execução. Estudos e estatísticas apontam que a cada ideia que temos, 250 outras pessoas estão tendo a mesma ideia em algum lugar no mundo. Logo, o que vale então é a execução de uma ideia brilhante, a capacidade de realização”. 

Mas então será que para alcançar a produtividade e a capacidade de realizar é preciso aumentar a quantidade de horas trabalhadas? Tathiane discorda: “Eu gosto de contar em minhas aulas e palestras que é ilusão pensar que trabalhar muito gera resultados. Se estiver trabalhando errado, pode estar gerando até prejuízos. É preciso saber se o tempo trabalhado está sendo bem aproveitado, se a atividade desempenhada gera lucros durante sua execução, produtividade acima da duração da atividade”. 

Tathiane Deândhela acredita que a sinergia pode ser a resposta para a produtividade em tempos de inovação: “No Vale do Silício se acredita muito no ambiente colaborativo. Segundo Stephen Covey, escritor do livro Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes, O poder multiplicador da sinergia acontece quando 1+1 pode ser muito mais do que 2, mas chegar ao 10 mil. Quando não se está preocupado em questões de ego, mas focado em agir em prol de um objetivo e do alcance de metas com sinergia, totalmente focado na execução, mais produtividade, velocidade e inovação todos nós teremos”.