Dra. Paula Simioni ao Lado do seu Paciente Pedro Pasqualin Assistente de Palco da Apresentadora Eliana SBT Esclarece Mitos e Verdades Sobre o Clareamento Dental

Dra. Paula Simioni responsável por diversos sorrisos dentro da televisão brasileira, nessa última semana atendeu o Pedro Pasqualin, assistente de palco da apresentadora Eliana do SBT.

Em entrevista ao nosso porta, a dentista esclarece quando o clareamento dental é realmente indicado e quais são os riscos de tratamentos caseiros.

Quem nunca quis ter os dentes branquinhos? Atualmente esse desejo é possível de ser alcançado com a técnica de clareamento dental, porém é necessário tomar alguns cuidados. Veja abaixo alguns mitos e verdades sobre esse tratamento afirmado pela queridinha dos famosos.

Dra. Paula Simioni- Pedro SBT

1. Se eu fizer clareamento dental, meus dentes vão ficar bem branquinhos?

Mito – Infelizmente esta é uma notícia que pode te deixar desanimado, mas não deve, pois o clareamento vai sim deixar seu dente mais clarinho, porém não irá mudar a cor dele.

Apesar disso, a alteração obtida deixa o dente bem mais bonito. Sem entrar em detalhes do motivo da cor do dente, o próprio nome do procedimento já diz: clareamento. Ocorre um clareamento do seu dente, por isso não gosto do termo utilizado, branqueamento.

De modo geral, os dentes são brancos, amarelos ou cinzas. Se você tem um dente cinza, ele não vai sair branco do consultório, ele vai ficar cinza mais claro. Se for amarelo, amarelo mais claro e se já for branco, aí sim, pode sair muito branco. A cor do dente pode ser medida através de uma escala, as cores varia em tons de A até D e após o clareamento irão ficar de 2 a 3 tons mais claros do que estão atualmente, o que é uma grande mudança, independente da cor.

É importante que o dentista mostre ao paciente a cor atual do dente e a cor que será obtida após o procedimento, para que o mesmo não tenha uma expectativa maior do que a realidade. Apenas dentes que já tem uma determinada cor conseguem ficar muito brancos, mas infelizmente isso não depende do dentista e nem do paciente.

A única forma de mudar mesmo a cor de um dente é através das lentes de contatos, saiba mais sobre essa técnica em nosso site. http://www.simioniodontologia.com.br

 

2. O clareamento dental aumenta a sensibilidade dentária do paciente?

Verdade – Os produtos utilizados no clareamento dental são peróxidos e são cáusticos por natureza. Por isso é de fundamental importância que esses procedimentos sejam realizados em consultório ou supervisionados, no caso de tratamentos caseiros, por um dentista.

Os produtos utilizados para o clareamento no consultório podem causar durante a consulta, algum incômodo após determinado período de contato com o dente. O profissional saberá dizer se o tempo do clareamento deverá ser encurtado ou não. Também pode ocorrer alguma sensibilidade logo após a consulta de clareamento, onde o paciente sente choques nos dentes.

São sensibilidades passageiras e de modo geral o dentista consegue através do controle de tempo da sessão, fazer com elas sejam leves ou que nem ocorram.

No clareamento caseiro, é de fundamental importância a avaliação e orientação de um dentista, pois o profissional irá avaliar a condição da gengiva e dentes do paciente, para que ele possa realizar o procedimento.

A compra e a venda de produtos para clareamento dentário caseiro, realizada por leigos é extremamente perigosa. Primeiro porque quando se compra um clareador pela internet ou em locais que os mesmos não são controlados, o consumidor não tem conhecimento da procedência ou qualidade do produto e muito menos da sua composição.

Segundo, porque o uso de qualquer tipo de produto clareador sem supervisão de um cirurgião dentista, pode levar o paciente a ter sensibilidade dos dentes de forma irreversível, sendo necessário tratamento de canal do dente. O tempo de contato com o produto nos tecidos moles e o tempo que o paciente irá ficar engolindo a saliva embebida com o produto deve ser considerado.

Clareadores dentais são apenas legalmente vendidos em lojas especializadas para dentistas e as mesmas não podem realizar a venda para o consumidor final.

3. Matérias publicadas na internet, dizendo que água oxigenada é o segredo do clareamento que os dentistas não querem contar, são verdadeiras?

Mito – São falsas e irresponsáveis. Na área de saúde, acho muito bom que os pacientes possam procurar saber sobre alguns procedimentos, doenças e tratamentos. Prova da importância deste veículo de informações é que estamos aqui, sempre publicando algum tipo de informação sobre as mais diferentes áreas da odontologia para combater esses fakes mews.

Dra. Paula Simioni – Pedro SBT

O grande problema é que muitas vezes, informações falsas, dadas por pessoas que nem são da área, fazem um grande sucesso e também podem causar grandes complicações para quem resolveu seguir. No cenário atual muitos artistas e influencers digitais, estão usando as suas redes para divulgar, os dentistas que possui mais referência no seu estado e cidade.

O clareamento dental é feito a base de peróxidos, o de carbamida a 37% e o peróxido de hidrogênio a 37%, que é mesmo a conhecida água oxigenada, um dos componentes, mas não o único.

A água oxigenada que compõe os clareadores de consultório, é de alta concentração e vem com um espessante, que faz com que o produto fique em forma de gel ou pasta, evitando seu escoamento e esse produto é colocado com muito cuidado, apenas sobre e em íntimo contato com o esmalte do dente.

O dentista ainda tem que colocar uma barreira protetora entre o dente e a gengiva, assim como utilizar de afastadores, para que lábios e língua não entrem em contato com o produto.

O peróxido de hidrogênio a 35% causa queimaduras em contato com os tecidos moles (pele, língua, lábio, bochecha, gengiva) e podem levar a graves lesões. Por isso a água oxigenada vendida em farmácia nunca pode ser usada, pois em altas concentrações e na forma líquida, pode levar a resultados desastrosos e não vai promover nenhum tipo de clareamento.

A água oxigenada em baixas concentrações, como a 10%, não causam esse tipo de dano nos tecidos moles, mas além de não promover nenhum tipo de clareamento, pode irritar os tecidos moles e alterar a flora bacteriana da boca, o que é algo indesejável em bocas consideradas sadias.

4. Produtos abrasivos, como pedra pomes, argila, carvão, entre outros, clareiam os dentes?

Mito – Produtos abrasivos, em um primeiro momento, podem até aparentar um bom resultado, pois eles removem manchas superficiais. Quando o paciente vai ao consultório do dentista fazer uma manutenção odontológica, um dos procedimentos que fazemos no procedimento chamado de limpeza pelos pacientes é o polimento do esmalte dos dentes, com algum tipo de produto abrasivo, onde removemos aquelas manchas mais superficiais e evidentes.

Então onde está o problema de você fazer a mesma coisa em casa? É que no consultório, esse é um procedimento esporádico que você irá fazer. Em casa, o uso constante de abrasivos, vai começar a remover o esmalte do seu dente, que é quem dá a cor branca que o paciente tanto quer.

Conforme você vai desgastando esse esmalte, mais a dentina (parte interna do seu dente de cor amarela, variando do claro ao escuro) vai aparecendo e quanto mais ela aparecer, mais amarelo ou cinza seu dente irá ficar, sem possibilidade de voltar à cor original de forma natural.

5. Todas as pessoas podem fazer clareamento dental?

Mito – Costumo dizer que na área de saúde, palavras como nunca, sempre, todos e nenhum devem ser evitadas.

O clareamento dentário deve ser evitado por crianças, pessoas com sensibilidade nos dentes, com excesso de restaurações e dentes que não sejam naturais. Existe uma controvérsia sobre mulheres grávidas, mas independente de opiniões, nunca recomendo tratamentos estéticos nesse período e sempre consulte um profissional.

6. Durante o clareamento é preciso precisa evitar certos alimentos?

Verdade – Durante e logo após o clareamento, alimentos com excesso de corantes devem ser evitados, assim como cigarro, pois causam o escurecimento do dente em qualquer época.

7. Clareamento dental pode deixar o dente mais enfraquecido ou estragar o esmalte dos dentes?

Mito – O clareamento dental não altera a estrutura dos dentes, apenas as substâncias impregnadas, e com base em todas essas informações, que trás esses queridos famosos e influencers digitais nacionais e internacionais a me procurarem em nosso consultório.

Por: @lookstarproductions @drasimionipaula @simioniodontologia