Dentista revela como dietas podem ter um forte impacto na saúde bucal

A busca incessante pelo corpo ideal revela diversas dietas que podem ter um forte impacto na saúde bucal (dentes e gengivas). Pessoas que passam horas intermitentes em jejum, acabam enfraquecendo os dentes pela ausência de nutrientes. Consequentemente, todo o organismo se debilita: ossos, cartilagens, ligamentos, cabelos e dentes.

Sucos detox, com alto poder de acidez, prejudicam o esmalte dos dentes provocando com o uso contínuo as erosões ácidas. Barrinhas de cereais, suplementos de proteína, suplementos de carboidrato em forma de géis quando consumidos em excesso podem causar halitose (mau hálito) porque as bactérias se proliferam com mais facilidade e rapidez por utilizar estes nutrientes como forma de alimento para as mesmas (substrato alimentar). Termogênicos para queimar com maior rapidez as calorias, produzem aumento de temperatura corporal, fazendo com que o organismo perca água e minerais causando desidratação, boca seca e consequentemente diminuição do fluxo salivar que serve para manter o pH bucal, mantendo os dentes de certa maneira limpos. Bebidas isotônicas causam erosões dentárias por favorecer a acidez salivar.

Não digo para não usar estes suplementos, mas é importante o cuidado e a frequência com que são utilizados, além de dar atenção especial à limpeza dos dentes com escova e fio dental, explica Dr. Fernando Reis, especialista em Implantodontia e Estética.

Sobre Dr. Fernando Reis
Nascido e residente em São Paulo, o Dr. Fernando Reis é especialista em Implantodontia e Estética, tratamentos que visam a reabilitação da saúde bucal dos pacientes devolvendo função e estética, atuante na área de Dentística Restauradora com ênfase em Estética Reabilitadora formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) em 2002. Atualmente faz pós graduação na Universidade de Nova Iorque e Mestrado na USP.
www.doutorfernandoreis.com.br